Bons Estudos!

Bons Estudos!

domingo, 20 de julho de 2014

6ª ano 5ª série do INSP 2014 - Mitologia Egípcia

Mitologia egípcia e religião
No Egito Antigo, as pessoas seguiam uma religião politeísta, ou seja, acreditavam em vários deuses. Estas divindades possuíam algumas cararacterísticas (poderes) acima da capacidade humana. Poderiam, por exemplo, estar presente em vários locais ao mesmo tempo, assumir várias formas (até mesmo de animais) e interferir diretamente nos fenômenos da natureza. As cidades do Egito Antigo possuíam um deus protetor, que recebia oferendas e pedidos da população local.




Relação das principais divindades do Egito Antigo e suas características.



Rá -  Sol (principal deus da religião egípcia) 
Principal deus egípcio, Rá é o responsável pela criação do mundo e representa o Sol. Ele é descrito de diversas formas, desde com a face de uma ave de rapina até como um escaravelho. Os egípcios acreditavam que seu rei (o faraó) era a encarnação de Rá.

NEPHTHYS 
No vale-tudo da mitologia, foi irmã-esposa de Set e de Osíris. Após a morte deste, separou-se de Set e se juntou a sua irmã Ísis em luto. É associada ao culto dos mortos e mostrada às vezes como uma mulher ao lado de sarcófagos.

Toth - sabedoria, conhecimento, representante da Lua 
Sua origem é polêmica: alguns textos o apresentam como filho de Rá, outros, como de Set. Com cabeça de uma ave - a íbis - é o deus da Lua, da sabedoria e da cura. É o patrono dos escribas e trouxe os hieróglifos ao Egito.

Anúbis - os mortos e o submundo 
O deus com cabeça de chacal nasceu da união de Osíris e Nephthys. Foi ele quem criou a primeira múmia, ao preparar o corpo do pai assassinado. Tem papel importante na passagem para o mundo dos mortos.
Bastet - fertilidade, protetora das mulheres grávidas 
Ligada à fertilidade, é a deusa da sexualidade e do parto. Após o ano 1000 a.C., sua imagem ganhou a forma de gato - animal que para os egípcios traz boa sorte. É mais uma das filhas de Rá.


Hathor - amor, alegria, dança, vinho, festas
A esposa de Hórus é a deusa guardiã das mulheres (especialmente as grávidas) e protetora dos amantes. No Egito antigo, a vaca era considerada um animal gentil, por isso Hathor era representada com a cabeça ou as orelhas de uma vaca.


Hórus - céu 
Filho de Osíris e Ísis, tem cabeça de falcão e é o protetor dos faraós e das famílias. Quando perdeu o pai, lutou contra Set pelo trono de principal deus do Egito. Após intervenção de Osíris, direto do "Além", os demais deuses aclamaram Hórus como líder supremo.

Khnum - criatividade, controlador das águas do rio Nilo 
Este deus representava os aspectos criativos; acreditava-se que Khnum regulava as águas do Nilo, das quais os egípcios dependiam para a sua sobrevivência. A vida no Antigo Egito estava regulada pelas inundações anuais do Nilo que traziam uma argila que fertilizava os campos e assim permitia a prática agrícola.

Maet - justiça e equilíbrio 
Na mitologia egípcia, Maet ouMaat é a deusa da Justiça e do Equilíbrio.
É representada por uma jovem mulher exibindo uma pluma na cabeça. É filha de Rá, o deus Sol e esposa de Tot(alguns escritores defendem que o deus-lua Tot era o irmão de Ma'at), o escriba dos deuses com cabeça de íbis. Com a pena da verdade ela pesava as almas de todos que chegassem ao Salão de Julgamento


Ptah - obras feitas em pedra 
Deus criador e divindade patrona da cidade de Mênfis. É um construtor.
Ao contrário de Seker, outro deus construtor, Ptah está associado às obras em pedra. Ápis era seu oráculo. Mais tarde, foi combinado com Seker e Osíris para criar Ptah-Seker-Osíris.

Seth - tempestade, mal, desordem e violência 
O deus do caos é o responsável pelas guerras e pela escuridão. Matou o irmão, Osíris, mas perdeu a supremacia do Egito para o sobrinho Hórus. Tem a forma do porco-formigueiro - animal raro da África.


Sobek - paciência, astúcia 
Originalmente Sobek ou Sebek era considerado um demônio, já que os crocodilos eram temidos em uma nação tão dependente do Nilo, seu culto começou como uma tentativa de pacificá-los, para que não mais atacassem barcos, gado e mesmo pessoas.
Gradualmente Sebek começou a simbolizar a produtividade do Nilo, a fertilidade que vinha do rio à terra, o que foi tornando-o um deus cada vez mais duvidoso. Algumas vezes Sebek podia ser visto como patrono do exército do faraó, devido à sua força e ferocidade.

Osíris - vida após a morte, vegetação 
Descendente direto de Rá (o deus da criação), Osíris é o filho mais velho do casal Geb e Nut. Ele reinou sobre a Terra como o primeiro faraó do Egito. Isso até ser assassinado por seu irmão Set. A partir daí, Osíris virou o deus supremo e o juiz do mundo dos mortos.

Ísis - amor, magia 
Dona de poderes mágicos, protetora e piedosa, a irmã-esposa de Osíris era muito popular - foi a última divindade egípcia a ser adorada na Europa antes da chegada do cristianismo. O rio Nilo nasceu das lágrimas que ela derramou quando Osíris morreu.
Tefnut - nuvem e umidade 
É a deusa que personificava a umidade e as nuvens na mitologia egípcia. Tefnut simbolizava generosidade e também as dádivas e enquanto seu irmão e marido, Shu, afasta a fome dos mortos, ela afasta a sede. Forma com ele o primeiro par de divindades da enéade de Heliópolis. É representada como uma mulher, às vezes com cabeça de leoa que indicava poder, usando na cabeça o disco solar e a serpente Uraeus.

SEKHMETH
A poderosa deusa com cabeça de leoa é filha de Ra, mas reflete o aspecto destrutivo do Sol. Foi enviada por Rá para punir os humanos que passaram a adorar um deus em forma de serpente.


Chu - ar seco, luz do sol 
Chu é o deus dos ventos secos, é a personificação do ar, casado com Tefnut, pai de Geb Nut, filho de ,Chu também é deus do estado masculino, da perfeição, do calor e da luz. Chu é responsável de separar o céu da terra, que é o que ele faz todos os dias, 

 GEB 
FEB
Geb é um deus primordial ele representa a terra, enquanto sua esposa representa o céu, e os dois são separados por seu pai Chu.
Geb também é considerado deus da morte, pois ele aprisionava os espíritos maus, para que não pudessem ir para o céu.

O MITO DA CRIAÇÃO Separação de deuses irmãos marca origem do mundo dos humanos
1. Os primeiros filhos de Rá foram Shu (deus do ar) e Tefnut (deusa da umidade). Como é comum nessa mitologia, os irmãos formaram um casal e tiveram como filhos Geb (deus da terra) e Nut (deusa dos céus). Ao nascer, os netos de Rá se juntaram num abraço, formando outro casal.
2. Rá não gostou muito dessa história e ordenou a Shu que ele separasse os filhos. Este empurrou Nut para cima e pressionou Geb para baixo. Enquanto Nut se tornava o céu que cobre o mundo, Geb virou a terra em que vivemos. E Shu permaneceu entre os filhos, representando o ar que as pessoas respiram.
JULGAMENTO FINAL O "inferno" para os egípcios era ser devorado por um deus após a morte
1. Toda pessoa ao morrer era recebida pelo deus Anúbis. Ele tinha a missão de pesar o coração dos mortos em uma balança, uma espécie de avaliação de como a pessoa havia se comportado em vida.
2. Após ter o coração pesado, o morto era encaminhado para um julgamento final perante Osíris, que o questionava sobre diversas passagens da vida. Nessa conversa, Osíris podia até aliviar a barra de quem tivesse o coração "reprovado na balança".
3. Os aprovados viveriam para sempre em um paraíso similar à Terra na companhia dos deuses. Os reprovados eram devorados por Amnut, deusa representada pelos três animais mais temidos no Egito: ela tinha cabeça de crocodilo e corpo com partes de leão e de hipopótamo.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

7ª série 2014 INSP - Revolução Francesa




A Revolução Francesa


Versailles 3D


Revisão Revolução Francesa

1 - Destaque dois motivos que favoreceram a Revolução Francesa no século XVIII.

2 – O que motivou o rei Francês  convocar a Assembléia dos Notáveis e consequentemente a Assembléia dos Estados Gerais e qual foi a sua decisão final?

3 – “Eles, então invadiram a sala do Jogo da Péla e lá juraram não se separar enquanto não tivessem elaborado uma Constituição para a França”. Por que esse momento histórico ameaçou a Monarquia francesa? Justifique a sua resposta.

4 – Qual foi o alvo importante foi tomado pelos revolucionários? Justifique a sua resposta.

5 – De acordo com as aulas, qual seria a decisão importante tomada pela Assembléia Nacional Constituinte durante a Revolução Francesa?

6 – O que estabelecia a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão na França e o que ela diferenciava da Declaração Norte Americana?

7 – Com as suas palavras explique corretamente o que motivou a Batalha de Valmy ocorrida em 20 de setembro de 1792 e qual o foi o seu desfecho?

8 – Sobre a Convenção Nacional, qual mudança significativa foi feita no sistema de governo da França? Justifique a sua resposta.

10 – Com as suas palavras diferencie corretamente os seguintes grupos: Jacobinos, Girondinos e Planície.

11 – Na sua visão o que foi O Golpe do Termidor?

12 – A morte de Luís XVI gerou reações internas e externas nos países monárquicos e qual foi à saída tomada pela baixa burguesia?